Notícias / Marabá

MARABÁ

Preso acusado de decapitar caseiro e levar cabeça em mochila

O crime ocorreu na quarta-feira (30) e chocou os moradores da Vila Espírito Santo, zona rural do município

sexta-feira, 02/10/2020, 21:43 - Atualizado em 02/10/2020, 21:43 - Autor: Alessandra Gonçalves/Diário do Pará em Marabá


| Divulgação

Uma guarnição da Polícia Militar prendeu na tarde desta sexta-feira (2), em Marabá, sudeste do Estado, o acusado de protagonizar um crime bárbaro, que foi decapitar um homem e transportar a cabeça da vítima em uma mochila.

O crime ocorreu na quarta-feira (30) e chocou os moradores da Vila Espírito Santo, zona rural do município.

O acusado, identificado como Raifran Pereira da Silva, foi preso no Chacreamento Nova Esperança, às proximidades da Estrada de Ferro Carajás, na zona rural de Marabá.   

O caseiro Francisco Silva dos Santos, o Chico, de 51 anos, foi brutalmente assassinado com uma facada nas costas. Ele teve a cabeça arrancada do corpo.

CRIME

Chico estava ingerindo bebida alcoólica na companhia de dois homens e uma mulher na chácara em que trabalhava como caseiro, quando foi surpreendido pelo acusado.

O suspeito desferiu uma facada nas costas de Chico.

Assustadas, as pessoas que estavam bebendo com o caseiro correram, tentando se protegerem.

Neste momento, o acusado, utilizando de um facão decepou a cabeça da vítima.

Após isso, ele colocou a cabeça de Chico em uma mochila e a levou consigo caminhando por cerca de dois quilômetros na vicinal sentido Núcleo São Félix.

Ao presenciar a aproximação de policiais militares que já estavam a sua procura, o autor do crime abandonou a mochila com a cabeça da vítima e fugiu pela mata. 

Logo, policiais militares encontraram a cabeça, em uma via que liga a vila do  Espírito Santo a Marabá. Ao lado, uma garrafa de cachaça e o chapéu que o acusado usava.

Segundo informações levantadas no local do crime, o acusado teria esfaqueado a vítima por ciúme da mulher que bebia juntamente com Chico.

O agressor também teria atentado contra a vida da mulher, mas esta conseguiu fugir.

 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS