Notícias / Notícias Brasil

DESESPERO

Tiroteio durante festa em casa de shows deixa mortos e feridos

A festa aconteceu numa casa de show conhecida por "Caldeirão do Forró"

segunda-feira, 19/10/2020, 09:34 - Atualizado em 19/10/2020, 09:34 - Autor: Com informações Meio Norte


Com o início do tiroteio, uma multidão correu em desespero, e algumas pessoas foram pisoteadas
Com o início do tiroteio, uma multidão correu em desespero, e algumas pessoas foram pisoteadas | Reprodução

Uma festa realizada numa casa de show conhecida por "Caldeirão do Forró"  no último domingo (18) teve um intenso tiroteio e terminou com duas pessoas mortas e três feridos. O estabelecimento fica na cidade de Timon, no Maranhão.

De acordo com informações, a primeira pessoa foi baleada quando saia do banheiro, sendo abordada por dois homens em um suposto acerto de contas. Com o início dos tiros, uma multidão correu em desespero, o que fez com que muitas pessoas fossem pisoteadas. A segunda vítima foi morta após ser atingido com quatro disparos de arma de fogo ainda dentro da casa de show, mas caiu e morreu na parte externa.

 

Uma mulher foi baleada na perna e foi encaminhada para a UPA de Timon. Segundo o aspirante Chaves, da Polícia Militar da cidade, o início da confusão se deu após dois desafetos se encontrarem.

“Lá é uma casa de shows, estava acontecendo um evento particular e dois desafetos se encontraram. A Polícia Civil está trabalhando na investigação se seriam dois ou três atiradores, mas o que a gente sabe é que um dos que veio a óbito estava armado e os comparsas teriam recuperado sua arma de fogo no momento que ele caiu. Quando a Polícia Militar chegou no local acionamos o SAMU, os dois indivíduos ainda estavam vivos, foi tentado a reanimação mas eles vieram a óbito no local”, afirmou o PM informando que três ambulâncias foram acionadas até a casa de shows já equipadas com paramédicos.

“Não tinha autorização para esse evento funcionar, a casa de show em si existe um alvará que autoriza o seu funcionamento até meia noite, esse acontecido foi 23h40, bem próximo do horário de fechamento, cabe agora fazer investigação”, declarou.

 

Segundo o comandante do 11º batalhão, coronel Araújo, a polícia vai solicitar a cassação do alvará de funcionamento do local. “Nós não vamos ficar parados, vamos aumentar as operações, a policia trabalhou muito, mas veio essa situação em que nós vamos solicitar a cassação dessa autorização desse estabelecimento, é um local que tem dado muitas ocorrências, o gestor desse local não esta dando conta, então não pode funcionar. Vamos aumentar as operações, barreiras, para que possamos desarmar os bandidos”, completou.

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS